Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
7

Acusa centro de saúde de negligenciar idosa

Filha aponta demora no internamento da mãe em unidade de cuidados continuados.
Isabel Jordão 31 de Outubro de 2016 às 08:24
Maria dos Anjos Pancadas tinha 81 anos
Centro de Saúde de Moura recusa responsabilidades
Maria dos Anjos Pancadas tinha 81 anos
Centro de Saúde de Moura recusa responsabilidades
Maria dos Anjos Pancadas tinha 81 anos
Centro de Saúde de Moura recusa responsabilidades
Maria do Carmo acusa de negligência o Centro de Saúde de Moura. Responsabiliza a unidade por não ter internado atempadamente a mãe, Maria dos Anjos Pancadas, de 81 anos, numa unidade de cuidados continuados.

A idosa esteve 32 horas numa maca, tendo passado por dois serviços de urgência antes de morrer na unidade de cuidados continuados em Casével, Castro Verde.

O centro de saúde argumenta que sempre esteve disponível para encaminhar a utente e responsabiliza a outra filha por isso nunca ter acontecido.

Maria dos Anjos Pancadas sofria de osteoporose, o que a obrigava a deslocar-se numa cadeira de rodas. Necessitava de cuidados médicos, sobretudo desde que apareceram escaras (feridas), primeiro na zona lombar e depois na omoplata.

Segundo Maria do Carmo, com quem a idosa viveu no primeiro semestre, na Marinha Grande, a mãe "tinha um discurso coerente e orientado, embora fragilizada". A situação ter-se-á agravado nos meses seguintes, quando se mudou para casa da outra filha em Moura.

Foi "algaliada e passou a alimentar-se com uma sonda", conta Maria do Carmo, para quem as enfermeiras que cuidavam da mãe deviam ter requerido o internamento.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)