Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
5

Acusa médico de negligência

Uma mulher que luta contra um cancro nos ossos acusa um médico do Hospital CUF Descobertas (Lisboa) de negligência por não a ter submetido nos últimos sete anos a todos os exames necessários para a detecção da doença. Segundo Florinda Sidoncha, 48 anos, em causa está o facto de o clínico João Paulo Fernandes não lhe ter efectuado uma cintigrafia óssea regular, sabendo o seu historial oncológico.
9 de Abril de 2012 às 01:00
Florinda Sidoncha, de 48 anos, perdeu qualidade de vida nos últimos sete anos
Florinda Sidoncha, de 48 anos, perdeu qualidade de vida nos últimos sete anos FOTO: Hugo Rainho

"Em 2002 foi-me detectado um tumor na mama e fiz tratamento naquele hospital. Em 2004, devido às dores no corpo, fiz uma cintigrafia que indicou inflamação. O médico disse que não havia problema e confiei nele", recorda Florinda, que vive no concelho de Moura. O cancro só foi detectado em 2011, após consulta na médica de família. Florinda garante que vai apresentar queixa no Ministério Público contra o médico e o hospital. Ao CM, o Hospital CUF Descobertas explica que a unidade e o médico prestaram toda a assistência à doente e refutam a acusação de negligência médica.

SAÚDE HOSPITAL CUF DESCOBERTAS CANCRO OSSOS MOURA
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)