Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
9

Adesão à greve adia consultas e cirurgias

O primeiro de dois dias de greve dos enfermeiros contou com uma forte adesão dos profissionais. Consultas e cirurgias foram adiadas. O Sindicato dos Enfermeiros Portugueses (SEP) fala numa adesão que ronda entre os 75 e os 85 por cento a nível nacional, com alguns centros de saúde a atingir os cem por cento.

3 de Abril de 2009 às 00:30
Os enfermeiros mantêm hoje o segundo dia de greve em defesa da carreira profissional
Os enfermeiros mantêm hoje o segundo dia de greve em defesa da carreira profissional FOTO: Vítor Mota

Confrontada com mais uma greve, a ministra da Saúde, Ana Jorge, criticou a paralisação. "Houve um esforço grande da nossa parte, enviámos uma proposta aos enfermeiros [dia 30] e não recebemos resposta. A resposta foi a greve. Desta maneira não temos condições nem ambiente para resolver um conflito que importa a todos."

Desconhecendo a greve, muitos doentes deslocaram-se às unidades de saúde. Foi o caso do casal Mateus Silva e Maria Loures, que contava fazer análises ao filho Dinis, de quatro anos, no Hospital de Santa Maria. "Não sabíamos da greve e agora temos de cá voltar."

Os Hospitais de Santa Maria e Pulido Valente foram obrigados a adiar a realização de mais de 50 cirurgias programadas. No Santa Maria, de tarde não trabalharam 425 enfermeiros dos 681 profissionais escalados e no turno da manhã fizeram greve 155 enfermeiros dos 238 escalados.

Segundo Carlos Martins, coordenador nacional do SEP, em causa está a aplicação da nova carreira, com a criação de duas categorias, o impedimento do desenvolvimento de competências e a discriminação salarial face a outros licenciados.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)