ADSE nega redução na comparticipação de medicamentos oncológicos

Organismo esclarece que alguns fármacos estavam a ser comparticipados indevidamente a 100%.
26.05.17
  • partilhe
  • 0
  • +
ADSE nega redução na comparticipação de medicamentos oncológicos
Foto Pedro Catarino
A ADSE negou esta sexta-feira a redução na comparticipação de medicamentos a doentes oncológicos ou com esclerose múltipla, esclarecendo que alguns fármacos estavam a ser comparticipados indevidamente a 100%, pois não eram utilizados "em tratamento de quimioterapia na patologia oncológica".

A direção do subsistema dos trabalhadores do Estado reagia às críticas do líder parlamentar do PSD, Luís Montenegro, que quinta-feira denunciou, em Melgaço, "mais um exemplo do malabarismo do Governo" referindo-se à redução da comparticipação de determinados medicamentos aos trabalhadores do Estado, nomeadamente a doentes oncológicos ou com esclerose múltipla.

Luís Montenegro falava a propósito da pergunta enviada pelo grupo parlamentar do PSD, questionando o ministro da Saúde sobre se "existem situações em que os medicamentos do grupo dos antineoplásicos e imunomoduladores deixaram de ser comparticipados a 100% a beneficiários da ADSE, inclusivamente no âmbito de tratamentos de cancro".

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!