Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
6

Albufeira: Hospital privado encerra por falta de licenças

O Hospital Internacional do Algarve, do grupo Trofa Saúde, que abriu parcialmente em Agosto deste ano em Albufeira, vai encerrar todos os serviços hospitalares por falta de licenças.
14 de Outubro de 2010 às 17:56
Hospital Internacional do Algarve, do grupo Trofa Saúde, abriu parcialmente em Agosto
Hospital Internacional do Algarve, do grupo Trofa Saúde, abriu parcialmente em Agosto FOTO: d.r.

Os serviços do Bloco Operatório, Internamento, Imagiologia e Urgência deveriam ter entrado em funcionamento até Outubro de 2010, mas "dificuldades na obtenção das necessárias licenças para o efeito, atrasos na entrega do equipamento contratado e atrasos na finalização de parte das obras do edifício" impediram a abertura daquelas áreas hospitalares, explica o grupo Trofa Saúde. 

"Não sendo possível proceder à abertura dos serviços dentro do prazo programado, a actividade do Hospital Internacional do Algarve, designadamente os serviços já em funcionamento, estava, naturalmente, condicionada e altamente limitada", acrescenta a nota de imprensa do grupo.

"Na impossibilidade de prestar os serviços médicos previstos, o Conselho  de Administração do grupo Trofa Saúde decidiu encerrar todos os serviços desta unidade hospitalar", lê-se na mesma nota.

O grupo Trofa Saúde afirma que está empenhado em resolver os problemas que levaram ao encerramento da unidade hospitalar e estima que "num período curto de tempo" possam estar em condições de inaugurar em pleno Hospital Internacional do Algarve.

O Hospital Internacional do Algarve abriu parcialmente em Agosto de 2010, funcionando com os serviços de Consultas Externas e Atendimento Médico Permanente de Clínica Geral 24 horas.

O autarca da Câmara de Albufeira, Desidério Silva, referiu à agência Lusa que lamenta o encerramento da unidade de saúde, realçando que "existiam grandes expectativas" no seu funcionamento para o concelho, por ser uma "exigência antiga" da comunidade albufeirense.

"Desconheço os pressupostos que levaram à situação, mas lamento pela importância da unidade e pelas dezenas de trabalhadores que criaram grandes expectativas", observou Desidério Silva.

Para autarca, o encerramento do Hospital Internacional do Algarve, dois meses após a sua abertura, "é uma perda para a população residente e os milhares de turistas que todos os anos nos visitam, um espaço que, sem dúvida, iria contribuir para um aumento da qualidade de vida no concelho".

Situada em Montechoro, a unidade de saúde tem cinco pisos, está implantada numa área de mais de 5400 metros quadrados, e o investimento foi superior a 22 milhões de euros, disse Filipe Pereira, das relações públicas do Grupo Trofa Saúde.  

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)