Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
7

Algarve apresenta dos mais baixos índices de transmissão do coronavírus no continente

Mobilidade, realização de atividades e reencontros familiares são os fatores que mais têm contribuído para o aumento dos casos.
Lusa 14 de Setembro de 2020 às 15:45
Hospitais do Algarve têm carências de médicos de várias especialidades e este concurso é de “extrema importância”
Hospitais do Algarve têm carências de médicos de várias especialidades e este concurso é de “extrema importância” FOTO: Nuno Alfarrobinha
O Algarve apresenta um dos mais baixos índices de transmissão (Rt) da covid-19 no conjunto das regiões no continente, apesar do aumento de novos casos nos últimos dias, disse esta segunda-feira o presidente da Administração Regional de Saúde (ARS).

Na conferência de imprensa quinzenal da Proteção Civil Distrital, em Loulé, Paulo Morgado adiantou que o Rt na região do Algarve é de 1,07, o que significa que cada pessoa infetada contagia, em média, 1,07.

"O Rt do Algarve é um dos mais baixos de todas as regiões do continente", sublinhou, notando que a situação "está relativamente controlada" na região, mesmo apesar de se verificar um aumento diário de novos casos.

Também a delegada de Saúde regional de Faro, Ana Cristina Guerreiro, considerou que a situação no Algarve "é confortável, dadas as circunstâncias", nomeadamente, o facto de ter havido muita mobilidade durante as férias de verão.

Segundo aquela responsável, a mobilidade, a realização de atividades e reencontros familiares - sobretudo com emigrantes ou pessoas de outras regiões -, são os fatores que mais têm contribuído para o aumento do número de casos.

Atualmente, o maior surto ativo no Algarve está relacionado com a equipa de futebol sénior do Louletano Desportos Clube, detetado no final de agosto e que provocou um total de 47 casos, entre elementos do clube e familiares.

Relativamente a um balanço do número de casos detetados durante o verão no Algarve, Ana Cristina Guerreiro disse que está prevista uma "análise técnica mais aprofundada", mas, no entanto, numa "apreciação inicial", a situação "correu o melhor possível".

"Os nossos casos nos meses de julho e agosto estiveram bastante controlados", frisou, notando que uma das preocupações das autoridades era um aumento de casos pela eventual transmissão do vírus nas praias, o que não se verificou.

Para a época de outono e inverno, a ARS/Algarve está a preparar um reforço das equipas, com a contratação de médicos, enfermeiros, técnicos de diagnóstico e assistentes técnicos e operacionais.

O Algarve tem esta segunda-feira 10 novos casos de infeção pelo novo coronavírus e Portugal 613, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS), havendo a registar mais quatro mortos, relativamente a domingo.

A DGS indica que três mortes foram registadas na região Norte e uma na região de Lisboa e Vale do Tejo.

Desde o início da pandemia, Portugal já registou 1.871 mortes e 64.596 casos de infeção.

Em vigilância estão 36.758 contactos, mais 360 em relação a domingo.

Mais informação sobre a pandemia no site dedicado ao coronavírus - Mapa da situação em Portugal e no Mundo. - Saiba como colocar e retirar máscara e luvas - Aprenda a fazer a sua máscara em casa - Cuidados a ter quando recebe uma encomenda em casa. - Dúvidas sobre coronavírus respondidas por um médico Em caso de ter sintomas, ligue 808 24 24 24
Ver comentários