Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
3

Alteração nos critérios de contabilização faz duplicar número de casos recuperados de coronavírus

Dados serão revelados este domingo.
Lusa 23 de Maio de 2020 às 15:53
Marta Temido
Marta Temido FOTO: Lusa
O número de recuperados da covid-19 vai aumentar oficialmente no domingo para mais do dobro dos casos, devido à contabilização de doentes curados que apenas estavam referenciados como tal numa aplicação informática, explicou hoje a ministra da Saúde.

"O relatório de situação terá um total de 9.652 recuperados a mais, que correspondem a utentes que já estavam recuperados segundo o critério clínico, que tinham pelo menos um resultado negativo em termos laboratoriais e que não são nenhuns dos que já constavam do boletim, porque os trabalhos de verificação e de cruzamento de dados foram feitos pelos serviços partilhados do Ministério da Saúde e com o acompanhamento das autoridades de saúde", explicou Marta Temido, na conferência de imprensa diária com a Direção-Geral da Saúde (DGS). 

Segundo Marta Temido, a aplicação de acompanhamento clínico de doentes de covid-19 pode, desde meados de abril, servir para registo pelos médicos de casos de doentes recuperados, num campo de informação criado para esse efeito.

O relatório de situação diário apenas incluía até à data as notificações de casos recuperados reportados pelos hospitais e pelas autoridades de saúde, algo que muda a partir de domingo, quando se passam a ter em conta os doentes dados como recuperados pelos seus médicos assistentes através da aplicação Trace Covid-19.

Assim, aos 7.705 casos até agora reportados, acrescem no domingo mais 9.652 recuperados, mais do que duplicando o total de doentes curados.

"Desses utentes que têm registo de recuperado no 'Trace covid-19', [um total de] 9.652 têm, pelo menos, um teste covid-19 negativo, por isso devem considerar-se recuperados e amanhã [domingo] serão incluídos no relatório de situação. Para garantir que nenhum destes utentes, destes 9.652, era um caso já extraído, ou seja, que nenhum destes 9.652 utentes era um dos 7.705, e para prevenir eventuais duplicações, procedeu-se a um cruzamento do número de utente, garantindo que a informação é fiável", explicou Marta Temido.

A ministra da Saúde referiu também que é possível que o total de recuperados venha a crescer ainda mais em relatórios de situação posteriores se entretanto se confirmarem em laboratório alguns registos de recuperação que ainda aguardam confirmação laboratorial.

"Por prudência e cautela, o que fizemos foi gerar um alerta informático para verificação se estes casos são efetivamente também casos recuperados. Estes trabalhos estão a decorrer e poderão vir a refletir-se, ou não, num outro relatório de situação mais adiante", disse.

Portugal contabiliza 1.302 mortos associados à covid-19 em 30.471 casos confirmados de infeção, segundo o último boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS) sobre a pandemia.

Relativamente ao dia anterior, há mais 13 mortos (+1%) e mais 271 casos de infeção (+0,9%).

Portugal entrou no dia 03 de maio em situação de calamidade devido à pandemia, depois de três períodos consecutivos em estado de emergência desde 19 de março.

Esta nova fase de combate à covid-19 prevê o confinamento obrigatório para pessoas doentes e em vigilância ativa, o dever geral de recolhimento domiciliário e o uso obrigatório de máscaras ou viseiras em transportes públicos, serviços de atendimento ao público, escolas e estabelecimentos comerciais.

O Governo aprovou novas medidas que entraram em vigor na segunda-feira, entre as quais a retoma das visitas aos utentes dos lares de idosos, a reabertura das creches, aulas presenciais para os 11.º e 12.º anos e a reabertura de algumas lojas de rua, cafés, restaurantes, museus, monumentos e palácios.

O regresso das cerimónias religiosas comunitárias está previsto para 30 de maio e a abertura da época balnear para 06 de junho.

Marta Temido saúde recuperados ministra da saúde
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)