Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
8

Alterações "muito substânciais" na política do medicamento - ministro

O ministro da Saúde, Paulo Macedo, anunciou esta quarta-feira que até ao fim de Setembro serão implementadas alterações "muito substanciais" na política do medicamento e, até ao final do ano, um pacote para reduzir os custos nesta área.
24 de Agosto de 2011 às 13:00
Ministro Paulo Macedo visitou o Hospital Central de Faro
Ministro Paulo Macedo visitou o Hospital Central de Faro FOTO: Vasco Neves/CM

A título de exemplo, o responsável pela pasta da Saúde, apontou a revisão da tabela de comparticipações e a diminuição do preço dos genéricos. 

Recorde-se que um relatório do Tribunal de Contas (TC) divulgado na passada terça-feira aponta  Portugal como um dos países da Organização para Cooperação e Desenvolvimento  Económico (OCDE) em que os gastos com medicamentos têm maior peso nas despesas  com saúde.  

 "Há um conjunto de medidas muito claro que corresponde às preocupações  do TC e que são obviamente também as preocupações do Governo" frisou o ministro à margem de uma visita oficial ao Hospital Central de Faro. O responsável adiantou que a expectativa é poupar "mais de 500 milhões de euros", conforme os objectivos  da "troika" que negociou a ajuda financeira ao país.  

De acordo com Paulo Macedo, a indústria farmacêutica também "tem que  participar neste esforço de redução de despesa com a saúde" nomeadamente  no que respeita à revisão das suas margens de lucro.  

Paulo Macedo Saúde medicamento Troika Tribunal de Contas
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)