Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
4

Aluno com meningite

Apesar de o delegado de Saúde de Viana do Castelo garantir que não há motivos para alarme, nem para encerrar a Escola Primária de Vila de Punhe, frequentada pelas três crianças que foram levadas ao hospital por suspeita de meningite vírica, algumas mães de alunos do estabelecimento de ensino desconfiam, considerando que há falta de informação.
16 de Abril de 2008 às 00:30
Escola Primária de Vila de Punhe viveu ontem um dia normal apesar do caso de meningite
Escola Primária de Vila de Punhe viveu ontem um dia normal apesar do caso de meningite FOTO: Sérgio Freitas

Ontem à tarde, à saída das aulas, os encarregados de educação não tinham sido avisados do internamento dos alunos, de dez anos, todos eles da mesma turma.

Fonte do Centro Hospitalar do Alto Minho garantiu que apenas um aluno – internado anteontem – tem meningite vírica. Ainda assim, os pais mostram-se reticentes.

"Ninguém disse nada e tenho cá três filhos a estudar", confirmou ao CMSílvia Martins, nervosa devido ao total desconhecimento do caso. "Claro que ficaria mais descansada se fizessem uma desinfecção na escola, porque todas as crianças estão sujeitas a ficarem doentes também", considerou.

"Deveriam ter comunicado aos pais logo na segunda-feira. Não se admite", retorquiu Paula Silva enquanto esperava pela filha. "Dizem que não vale a pena fechar a escola porque não é com os filhos deles que está a acontecer", exclamou, revoltada, ainda antes de saber que dois alunos da turma da filha, do segundo ano, tinham ontem abandonado a escola com dores de cabeça e de barriga – sintomas associados à meningite. Ao lado, outra mãe garantia que a filha não iria hoje à escola, por precaução.

"Está com febre e dores de cabeça desde domingo. Vou já com ela ao médico de família. Só assim ficarei descansada", disse Conceição Cerqueira antes de arrancar rumo ao Centro de Saúde.

Ao CM, o delegado de Saúde, Luís Freixo, garantiu não haver sequer necessidade de uma intervenção junto dos colegas ou dos familiares das crianças internadas. "Vamos estar atentos. É só isso que podemos fazer neste momento", afirmou.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)