Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
4

Amadora: Relação culpa médica

O Tribunal da Relação de Lisboa determinou que a médica envolvida num parto que terminou na morte do bebé, no Hospital Amadora-Sintra, em 2002, praticou um “crime de ofensa à integridade física por negligência”. Os dois médicos envolvidos foram julgados e absolvidos em Junho, mesmo depois de a investigação da Inspecção-Geral da Saúde ter considerado que a morte da criança se deveu à má aplicação do fórceps. A Relação não determina nenhuma pena para a clínica.
23 de Dezembro de 2008 às 00:31
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)