Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade

Antidepressivos valem 86 milhões

Os portugueses compraram em média 20 500 embalagens de antidepressivos por dia, o equivalente a 7,5 milhões de caixas de remédios por ano
28 de Maio de 2013 às 01:00
Venda de antidepressivos cresceu e é das mais rentáveis para a indústria farmacêutica
Venda de antidepressivos cresceu e é das mais rentáveis para a indústria farmacêutica FOTO: Lusa

Em 2012, as vendas de antidepressivos em Portugal totalizaram 86 milhões de euros. Segundo dados fornecidos pela consultora IMS Health, no ano passado os portugueses compraram em média 20 500 embalagens de antidepressivos por dia, que corresponderam a 7,5 milhões de caixas de remédios durante o ano todo. Em relação a 2011, registou-se um aumento da venda de antidepressivos e estabilizadores de humor na ordem dos 7,7 por cento.

A seguir ao mercado dos medicamentos para tratar o cancro, o dos antidepressivos é dos mais rentáveis para a indústria farmacêutica.

O novo Manual de Diagnóstico e Estatística das Doenças Mentais, que está a causar polémica, com os psiquiatras a questionarem a sua base científica, pode tornar o mercado ainda mais rentável, uma vez que alarga o leque de sintomas que se podem diagnosticar como doença mental.

Leia também a reportagem 'Presos à depressão'.

O novo documento estabelece, por exemplo, como tendo uma patologia psiquiátrica crianças que fazem três birras semanais, ou adultos que comem em excesso pelo menos uma vez por semana.

"As dificuldades económicas ou a perda de emprego são motivos para deixar as pessoas mais tristes. O aumento de estados depressivos é inevitável. Há casos em que os doentes não conseguem ultrapassar uma depressão apenas com ajuda da psicológica, necessitando de complementar a terapêutica com medicamentos. Os médicos, quando o quadro se justifica, têm de prescrever fármacos", explicou ao CM o psicólogo José Carlos Garrucho, que considera que as novas patologias psiquiátricas (de acordo com o novo manual de doenças mentais) poderão aumentar a prescrição de antidepressivos.

As doenças mentais e neurológicas afetam 2,4 milhões de portugueses e cerca de 700milhões de pessoas no Mundo.

ANTIDEPRESSIVOS MEDICAMENTOS REMÉDIOS SAÚDE
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)