Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
5

Anúncio de emprego dispensa portuguesas

Empresa de Cascais especializada em interrupção da gravidez não quer "pessoas depressivas".
J.C.M. 5 de Maio de 2017 às 13:53
Empresa só quer contratar brasileiras ou 'nacionalidades igualmente alegres'
Empresa só quer contratar brasileiras ou 'nacionalidades igualmente alegres'
Empresa só quer contratar brasileiras ou 'nacionalidades igualmente alegres'
Empresa só quer contratar brasileiras ou 'nacionalidades igualmente alegres'
Empresa só quer contratar brasileiras ou 'nacionalidades igualmente alegres'
Empresa só quer contratar brasileiras ou 'nacionalidades igualmente alegres'
Empresa só quer contratar brasileiras ou 'nacionalidades igualmente alegres'
Empresa só quer contratar brasileiras ou 'nacionalidades igualmente alegres'
Empresa só quer contratar brasileiras ou 'nacionalidades igualmente alegres'
Empresa só quer contratar brasileiras ou 'nacionalidades igualmente alegres'
Empresa só quer contratar brasileiras ou 'nacionalidades igualmente alegres'
Empresa só quer contratar brasileiras ou 'nacionalidades igualmente alegres'
Empresa só quer contratar brasileiras ou 'nacionalidades igualmente alegres'
Empresa só quer contratar brasileiras ou 'nacionalidades igualmente alegres'
Empresa só quer contratar brasileiras ou 'nacionalidades igualmente alegres'
O anúncio foi colocado no site Carga de Trabalhos, especializado em empregos na áreas dos media e também no Sapo. Em causa está o recrutamento de uma "jornalista brasileira", mas que inclui ainda funções como "Redatora, Apresentadora, Youtuber, Jornalista e Modelo".

A empresa Cloud Choice Healthm que se diz ser "uma empresa de tecnologia voltada para área de saúde, com enfoque no ISG (Interrupção Segura da Gestação)" explica as premissas para as candidatas em termos pouco abonatórios para as portuguesas:

"Você está feliz vendendo celulares, servindo cafés, atendendo telefones, fazendo estágio gratuito ou recebendo via recibos verdes (se é que recebe) …. Pois bem, não perca seu tempo connosco e MUITO MENOS o nosso!"

E acrescenta: "Você está feliz escondendo que é Brasileira, alterando um dos sotaques mais sexy do planeta para falar como se tivesse um ovo na boca, sendo mal vista e tratada com preconceito pelas portuguesas…. Pois bem, não perca seu tempo connosco e MUITO MENOS o nosso!"

Mais à frente, a empresa é mais explícita e diz o seguinte: "Procuramos pessoas descontraídas e bem-humoradas. A PREFERENCIA É POR BRASILEIRAS ou por NACIONALIDADES IGUALMENTE ALEGRES, dispensamos portuguesas."

E se dúvidas houvesse sobre o que a empres pensa sobre as portugueses, o anúncio revela ainda amais preconceitos:  "Mostre o que você pode fazer na vaga a qual se candidata. Caso contrário será apenas mais uma Portuguesa servindo cafés, atendendo telefones ou trabalhando de garçonete". Isto porque a Cloud Choice Health não deseja "pessoas inseguras, depressivas, indecisas ou que fazem uma licenciatura para vender celulares (telemóveis)".

O anúncio deu polémica e foi entretanto retirado do site Carga de Trabalhos. Uma versão mais suavizada, sem as referências depreciativas às portuguesas, ainda está online no SAPO. Mas mas o texto original circulou rapidamente nas redes sociais, causando muita indignação. Até porque viola claramente a lei, que impede que um candidato ou candidata a um emprego sejam discriminados por razões de género ou nacionalidade.

Veja o anúncio original:


empresa brasileira recrutamento portuguesas discriminação emprego polémica jornalista
Ver comentários