Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
4

Apelo ao estudo em plena missa

Um apelo ao estudo e um alerta para os perigos dos ídolos dos tempos modernos marcaram ontem a missa da peregrinação de 13 de Junho, no Santuário de Fátima, a que presidiu o bispo emérito de Vila Real, D. Joaquim Gonçalves.
14 de Junho de 2011 às 00:30
D. Joaquim Gonçalves considerou “essencial” uma “certa instrução e capacidade de reflectir”
D. Joaquim Gonçalves considerou “essencial” uma “certa instrução e capacidade de reflectir” FOTO: Luis Oliveira/Santuario de Fatima

Perante uma assembleia constituída por peregrinos de 12 países, D. Joaquim Gonçalves considerou "essencial" uma "certa instrução e capacidade de reflectir". "É tanta a confusão espalhada pelas televisões, internet e pelo linguarejar de tantos discursos, que faz falta uma balança que dê o peso das coisas, o sentido das palavras e o equilíbrio ao raciocínio humano", defendeu.

Noutro ponto da homilia, o prelado referiu-se aos ídolos dos tempos modernos, "que se destroem por uma reflexão serena e por um coração piedoso", dando como exemplo "uma profissão exercida sem ética e uma educação ministrada sem valores religiosos", com "o tempo e o espaço tomados como realidades eternas".

Após a celebração, D. Joaquim Gonçalves e os outros membros do episcopado reuniram--se para as jornadas pastorais, que decorrem até amanhã e visam debater uma nova evangelização, em que a família e a juventude são dois dos "campos prioritários" de acção.

FÁTIMA MISSA ESTUDO ENSINO
Ver comentários