Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
3

Apoio no final ano letivo pode ser alargado

O ministro da Educação, Nuno Crato, admitiu nesta sexta-feira no Parlamento que o apoio extraordinário prestado no final do ano letivo aos alunos com dificuldades poderá ser mais longo em 2014.
19 de Julho de 2013 às 11:48

Este ano, os alunos do 4.º ano em risco de chumbar ficaram mais duas semanas nas escolas para repetirem a prova final, medida que no próximo ano será extensiva ao 6.º ano.

Durante uma audição na Comissão de Educação e Ciência, Nuno Crato afirmou que serão avaliados os resultados do apoio às crianças do 4.º ano e que está já prevista a aplicação da medida ao 6.º ano, podendo vir a ser determinado um período mais longo do que atual.

O prolongamento do ano letivo para estas crianças foi introduzido este ano, juntamente com a prova final do 4.º ano.

O ministro refutou as críticas da oposição, alegando que os exames dos alunos mais novos decorreram "com tranquilidade" e que o apoio foi bem recebido pelos alunos, pelos pais e pelos professores do 1.º Ciclo que acompanharam as crianças.

No início da sessão, o ministro foi confrontado pelo PS com a preparação do próximo ano letivo.

"Estamos ainda a recuperar de um período de greve, mas as escolas estão a trabalhar bem com os diretores e os professores e o ano letivo está a ser preparado da forma que deve ser preparado", disse.

ministro educação parlamento nuno crato parlamento ano letivo aulas
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)