Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
8

Apoios ao defeso ainda por pagar

Governo justifica atraso em alguns processos com o “rigor”.
Tiago Griff e Rui Pando Gomes 5 de Abril de 2017 às 08:56
Pescadores
Pescadores FOTO: Pedro Noel da Luz
Há armadores e pescadores da pesca da sardinha que ainda estão à espera do apoio financeiro previsto pelo programa governamental Mar 2020, na sequência de terem ficado com os barcos parados devido ao defeso obrigatório. Alguns casos arrastam-se desde o final do ano passado.

"Parámos em novembro e metemos os documentos necessários. Já é abril e ainda não recebemos. Há pessoas a passarem dificuldades", disse Célsio Mendes, um dos três armadores da associação Olhãopesca que ainda não receberam o apoio.

No Barlavento, há dois armadores cujos processos ainda estão a ser reavaliados pelo Instituto de Financiamento da Agricultura e Pescas e um que aguarda pelo pagamento da segunda tranche do apoio.

"Obrigaram os pescadores a parar dois meses, mas na altura em que eles mais precisavam de apoio, porque não tiveram rendimentos nenhuns, não receberam nada. Alguns estão há mais de quatro meses para receber", lamentou ao CM Mário Galhardo, da associação Barlapescas.

Contactado pelo CM, José Apolinário, secretário de Estado das Pescas, assumiu que em todo o País há 13% dos processos que ainda estão em análise dos serviços.

"Como são fundos públicos, há muito rigor e vários controlos administrativos. Temos os casos sinalizados e estamos a trabalhar junto das associações para regularizar as situações", refere, assumindo que este ano já foram pagos 3,2 milhões de euros em apoios, numa medida que envolve 1300 pescadores.
apoios governo pagamento peixe pesca pescadores mar
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)