Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
2

Associação de animais luta para sobreviver

‘Chão dos Bichos' tem mais de 130 cães e 80 gatos. Instituição apoiada pela atriz Mafalda Luís de Castro sobrevive da paixão dos voluntários e de pequenas doações.
9 de Dezembro de 2013 às 19:39
‘Chão dos Bichos’ tem mais de 130 cães e 80 gatos. Instituição sobrevive da paixão dos voluntários e boa vontade das pessoas.

A associação de animais 'Chão dos Bichos', localidade de Murteira, em Loures, está a atravessar graves dificuldades financeiras. Já está em risco a alimentação e os cuidados veterinários dos mais de 130 cães e 80 gatos, que dependem desta instituição. A cada dia que passa o problema agrava-se.

"Sentimos dificuldade para alimentar os animais, para lhes fornecer medicamentos, para pagar a conta do veterinário, dificuldades logísticas e de licenciamento", explica ao Correio da Manhã Ana de Sousa, presidente da 'Chão dos Bichos'.

Com tantas despesas e tão pouco dinheiro, a associação vive da solidariedade dos voluntários e de pequenos donativos. No entanto, arranjar voluntários não tem sido tarefa fácil. As pessoas gostam de estar com os animais, mas dispensam o trabalho duro de "acartar baldes de água, ração, sacos de lixo, de levar cães ao colo" e acabam por desaparecer. Mas há quem permaneça e a atriz Mafalda Luís de Castro é um desses casos.

Na 'Chão dos Bichos', além de ajudar Ana de Sousa nas tarefas mais pesadas, Mafalda Luís de Castro aproveita o facto de ser uma cara conhecida entre os portugueses para os levar até à instituição.

"Ajudo na comunicação, tento arranjar eventos promocionais, bancos alimentares, falo com pessoas, divulgo", conta a atriz. Sensível aos maus tratos a animais, Mafalda Luís de Castro lamenta não poder levar para a 'Chão de Bichos' todos os cães e gatos abandonados. A lotação da associação e a falta de dinheiro não permitem alargar a ajuda. "Não podemos ter mais animais, estamos a rebentar pelas costuras."

A 'Chão dos Bichos' está a pedir doações de bens alimentares próprios para cães e gatos, de mantas para os aquecer no inverno e areia para os gatos.

NÃO SE OFERECEM ANIMAIS NO NATAL

Os animais são muitas vezes o presente escolhido para oferecer no Natal, principalmente às crianças. No entanto, Ana de Sousa não deixa que ninguém adote animais na 'Chão dos Bichos' nesta época festiva. "Os animais não são um presente, um carrinho para a criança brincar, são um ser vivo. Temos um ano inteiro para amar estes animais, não precisa de ser no Natal", sublinha a presidente da associação.

Para garantir que as famílias de acolhimento vão saber respeitar os animais, os critérios de adoção são rígidos. Nem todos podem sair da 'Chão dos Bichos' com um cão ou gato nos braços. Ana de Sousa analisa rigorosamente as condições e características de todas as famílias. "Faço questão de ir à casa da futura família, mesmo que seja longe de Loures. É uma norma que quis estabelecer, nós é que entregamos o animal, não quero que eles se sintam abandonados", explica.

CLIQUE NA IMAGEM E CONHEÇA ALGUNS DOS CÃES
QUE PODE ADOTAR NA CHÃO DOS BICHOS

Loures associação animais luta Chão dos Bichos cães Mafalda Luís de Castro
Ver comentários