Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
4

Avaliação deixa de contar para a colocação de professores

O Ministério da Educação propôs esta terça-feira, numa primeira mesa negocial com a Federação Nacional dos Sindicatos da Educação (FNE), que a avaliação deixe de contar para a colocação de professores nos estabelecimentos de ensino, bem como a flexibilização da mobilidade dos professores titulares.
23 de Dezembro de 2008 às 16:39
Jorge Pedreira
Jorge Pedreira FOTO: D.R.

O Secretário de Estado Adjunto e da Educação, Jorge Pedreira, acredita que os sindicatos “cessem os apelos ao incumprimento da lei e à greve” depois da apresentação das duas propostas.

As alterações sobre a colocação de professores nas escolas fazem com que as bonificações decorrentes das classificações de Muito Bom ou Excelente deixem de ser tidas em conta na graduação dos docentes para efeitos dos concursos de colocação nas escolas. A graduação continuará a ser feita apenas com base no tempo de profissão e na nota obtida da licenciatura, como acontece até à data.

Para João Dias da Silva, da FNE, a proposta parece ser “positiva”.

O Ministério da Educação encontra-se neste momento reunido com a Federação Nacional dos Professores (Fenprof).

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)