Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
8

Avião da TAP forçado a aterrar em Casablanca

Emergência médica motivou aterragem durante esta madrugada. Os passageiros já seguiram viagem rumo aos seus destinos.
27 de Outubro de 2013 às 19:01
Avião fazia a ligação entre a capital do Mali, Bamako, e Lisboa
Avião fazia a ligação entre a capital do Mali, Bamako, e Lisboa FOTO: Lusa

Um avião da TAP com 108 passageiros a bordo foi forçado a aterrar durante a noite no aeroporto de Casablanca, Marrocos, devido a uma emergência médica, revelou à agência Lusa o porta-voz da companhia.

Segundo António Monteiro, o avião da TAP foi forçado a aterrar quando um dos passageiros, que acabaria por morrer já em terra, "foi acometido de doença súbita" a meio da noite.

António Monteiro afirmou que as operações relacionadas com a emergência médica "demoraram mais do que o previsto", o que levou a que a tripulação ultrapassasse as horas limite de voo.

PASSAGEIROS JÁ SEGUIRAM VIAGEM

A maior parte dos passageiros que seguiam a bordo do avião da TAP já seguiram viagem. Todos os passageiros foram encaminhados em voos de outras companhias, de Casablanca para os seus destinos finais.

O "número pequeno de passageiros" que tinham como destino final a capital portuguesa seguiu no voo regular da TAP Casablanca-Lisboa, nos lugares disponíveis.

"A maior parte dos passageiros que vinha nesse voo (...) não tinha [como] destino Portugal, mas outras cidades da Europa, nomeadamente em França. Esta rota tem muitas pessoas que viajam entre a França e o Mali", explicou André Serpa Soares, porta-voz da companhia aérea portuguesa.

O avião fazia a ligação entre a capital do Mali, Bamako, e Lisboa, onde devia ter chegado às 07h00.

TAP ATERRAGEM AVIÃO EMERGÊNCIA PASSAGEIRO MALI MARROCOS CASABLANCA
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)