Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade

Azia: chocolate e café devem ser evitados

Sensação de ardor localizada no estômago após as refeições.
Daniela Polónia 12 de Junho de 2016 às 12:04
A endoscopia realiza-se através da colocação de um tubo flexível na boca do paciente. Não necessita de internamento FOTO: Duarte Roriz
O café e o chocolate são dois dos produtos preferidos dos portugueses, mas devem ser evitados por quem sofre de azia. Ambos fazem com que aumente o refluxo gastroesofágico, a causa do problema. Também não são aconselhados alimentos ácidos: tomate, laranja ou limão.

A azia é uma queixa de ardor apenas no estômago. Quando sobe até à boca, ao contrário do que se costuma pensar, não é azia, mas sim pirose.

Surge devido ao refluxo gastroesofágico, que tem origem na baixa tonicidade do músculo esfíncter esofágico inferior – que pode ser provocado por café ou chocolate – ou na hérnia de hiato.

"Vinte por cento da população mundial tem queixas esporádicas de azia, mas não é por um episódio que deve ir logo ao médico. A ida ao médico é justificada se houver azia prolongada e outros sintomas de alarme como dor no estômago, vómitos, perdas de sangue visíveis, anemia e emagrecimento", explica Sandra Faiais, coordenadora da Unidade de Gastroenterologia do Hospital dos Lusíadas, em Lisboa.

A especialista afirma que o diagnóstico da azia é clínico, ou seja, os exames, como a endoscopia, não são para definir se há refluxo mas sim para ver se há complicações decorrentes.

No entanto, Sandra Faias acrescenta ainda que "é obrigatório fazer a endoscopia a quem tem queixas prolongadas de azia, juntamente com os tais sinais de alarme, e que sejam homens, com mais de 50 anos, de raça caucasiana, com obesidade e fumadores, porque têm mais propensão a terem esófago de Barrett".

Sandra Faiais Unidade de Gastroenterologia do Hospital dos Lusíadas Sandra Faias
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)