Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
3

Bandeiras de revolta

Em forma de protesto contra o encerramento do serviço de urgências do Centro de Saúde local, a população de Valença começou ontem a colocar bandeiras espanholas em todas as casas e estabelecimentos comerciais do concelho. No total, a Comissão de Utentes distribuiu mais de mil bandeiras aos valencianos e até algumas lojas se apetrecharam de forma a dar vazão à procura do povo revoltado.
6 de Abril de 2010 às 00:30
Dezenas de bandeiras foram espalhadas pelo concelho de Valença
Dezenas de bandeiras foram espalhadas pelo concelho de Valença FOTO: Jornal Alto Minho

"Esta é uma forma de protesto pelo fecho das Urgências, mas também um gesto simbólico de agradecimento ao alcaide de Tui, na Galiza, Espanha, pela total disponibilidade que demonstrou para os nossos doentes irem às urgências no centro de saúde local", explicou, em declarações à ‘Lusa’, o porta-voz da Comissão de Utentes do Centro de Saúde, Carlos Natal.

Recorde-se que após o encerramento do SAP, no passado dia 28 de Março, os utentes passaram a ser encaminhados para o serviço de urgência Básica de Monção, localizado a 18 quilómetros. Facto que não agradou à população que prefere deslocar--se a Tui, situada a cinco minutos e onde se cobram taxas moderadoras. Os utentes de Valença prometem não desarmar na luta pela abertura das Urgências, estando já marcada uma nova marcha lenta.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)