Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
6

Barreiro ao lado de Gustavo

A corporação dos Bombeiros Voluntários do Barreiro foi ontem o ponto de encontro para centenas de pessoas, que deram uma resposta positiva ao apelo do futebolista português Carlos Martins, para encontrar um dador de medula óssea compatível com o seu filho Gustavo. Solidários com o menino de três anos, que sofre de aplasia medular, os barreirenses quiseram estar ao lado de Mónica, também ela do Barreiro.
5 de Dezembro de 2011 às 01:00
Dadores foram ao quartel dos Bombeiros Voluntários do Barreiro
Dadores foram ao quartel dos Bombeiros Voluntários do Barreiro FOTO: Filipa Couto

"Todo este apoio dos portugueses tem deixado os pais do Gustavo um pouco mais optimistas. A adesão das pessoas tem sido impressionante e eles agradecem muito", contou ao CM Catarina Geraldo, amiga de Mónica, mulher de Carlos Martins, contando que o menino "está a reagir bem ao tratamento de transfusões de sangue".

O facto de o CEDACE (Centro Nacional de Dadores de Células de Medula Óssea, Estaminais ou de Sangue do Cordão) estar a promover recolhas junto das populações é um dos factores que motiva as pessoas a participar. Até ao início da tarde de ontem, mais de 160 pessoas já se tinham inscrito no registo de dadores. "Ainda bem que vieram ao Barreiro. Com a nossa pouca disponibilidade é bom que se aproximem das populações", comentou Ana Martins, de 31 anos, desempregada, referindo que participa "não só pelo Gustavo, mas por todos os que possam precisar".

Ricardo Amaro, de 35 anos, considera positivo a aproximação: "Há anos que ando para fazer isto. Como estavam perto resolvi que não passava de hoje".

BARREIRO DADORES MEDULA ÓSSEA GUSTAVO MARTINS CARLOS MARTINS
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)