Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
2

Bastonário da Ordem dos Médicos diz que Hospital Amadora-Sintra "já ultrapassou o limite da sua capacidade"

Miguel Guimarães denunciou que unidade transferiu 50 doentes com a covid-19 para outras unidades de saúde.
Lusa 30 de Junho de 2020 às 16:07
Bastonário da Ordem dos Médicos, Miguel Guimarães
Bastonário da Ordem dos Médicos, Miguel Guimarães FOTO: David Cabral Santos
O bastonário da Ordem dos Médicos afirmou hoje que o hospital Amadora-Sintra "já ultrapassou o limite da sua capacidade" e que teve de transferir 50 doentes com a covid-19 para outras unidades de saúde.

"A pressão no hospital é muito grande. O hospital Amadora-Sintra já é um hospital que habitualmente já tem problemas porque está dimensionado para uma população que é muito menor daquela que tem na realidade", disse aos jornalistas Miguel Guimarães, no final de uma visita àquela unidade de saúde do distrito de Lisboa.

Segundo referiu o bastonário, neste momento no hospital Amadora-Sintra (Hospital Professor Doutor Fernando Fonseca) estão internados entre 60 a 70 doentes infetados com covid-19, dos quais oito estão em cuidados intensivos.

Amadora-Sintra saúde hospitais
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)