Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
3

Bastonário dos médicos afirma que faltam camas hospitalares no SNS

O bastonário da Ordem dos Médicos diz que há cirurgias oncológicas que são adiadas por falta de camas hospitalares.
30 de Outubro de 2014 às 18:04
O bastonário da Ordem dos Médicos, José Manuel Silva
O bastonário da Ordem dos Médicos, José Manuel Silva FOTO: João Carlos Santos

O bastonário da Ordem dos Médicos (OM), José Manuel Silva, afirmou esta quinta-feira, em Coimbra, que faltam camas hospitalares no Serviço Nacional de Saúde (SNS), cuja média é inferior à da OCDE, "realidade que tem sido escondida dos portugueses".

O SNS "não é despesista, nem tem excesso de camas, pelo contrário, como agora se provou com o exemplo do IPO do Porto", exemplificou o bastonário José Manuel Silva, que falava aos jornalistas à margem de um intervenção nas comemorações do Dia da Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra (FMUC).

"É absolutamente inadmissível que estejam a ser adiadas cirurgias oncológicas por falta de camas hospitalares", sustentou. Mas "ouvimos o Ministério da Saúde a falar em encerrar mais camas hospitalares", criticou José Manuel Silva, considerando que já foram encerradas camas hospitalares "em excesso".

Portugal "já tem um número de camas hospitalares muito abaixo da média dos países da OCDE [Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico]", assegurou o bastonário da OM, advertindo que "esta é uma realidade que tem sido escondida dos portugueses". "Não temos camas hospitalares a mais, nem temos por onde encerrar mais camas, bem pelo contrário", sintetizou.

SNS bastonário da Ordem dos Médicos José Manuel Silva Serviço Nacional de Saúde falta camas
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)