Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
5

Bombeiros fiam nos transportes

Preocupados com a realidade que alguns doentes mais desfavorecidos enfrentam, os Bombeiros Voluntário de Águeda criaram uma conta corrente para assegurar o transporte de dezenas de pessoas aos hospitais. Desta forma, o pagamento é feito à medida das posses de cada um e muitas vezes as deslocações são fiadas.

5 de Janeiro de 2012 às 01:00
Bombeiros levam doentes aos hospitais e depois pagam de acordo com as suas posses
Bombeiros levam doentes aos hospitais e depois pagam de acordo com as suas posses FOTO: Pedro Catarino

"Esta é apenas uma forma de aliviar o esforço acrescido de quem precisa de ir ao hospital e não tem outra maneira de o fazer a não ser recorrer aos bombeiros. Muitas das pessoas são idosas e vivem isolados", disse ao CM José Manuel Rolim, presidente da Associação Humanitária dos Bombeiros de Águeda.

"As pessoas pagam apenas o que querem, mas a qualquer momento podem amortizar o débito. Não vai ser pela falta de pagamento que vão deixar de ir ao médico. Enquanto eu aqui estiver os doentes vão estar sempre em primeiro lugar", referiu o presidente.

A corporação também está preparada para enfrentar a crise. "O desemprego é uma realidade, por isso criámos uma despensa e colocámos lá bens indispensáveis à alimentação. Sempre que algum bombeiro necessite pode utilizar. Não quero ninguém do meu quartel a passar fome ou por necessidades", concluiu.

FIADO BOMBEIROS DOENTES TRANSPORTE ÁGUEDA
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)