Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
2

Bombeiros voluntários de Paço de Arcos recebem formação para socorro animal

Corporação promoveu ação de formação cinotécnica.
Vanessa Fidalgo 8 de Dezembro de 2019 às 10:01
O formador Pedro Baptista deu formação no auditório dos Bombeiros Voluntários de Paço de Arcos
O formador Pedro Baptista deu formação no auditório dos Bombeiros Voluntários de Paço de Arcos FOTO: Pedro Simões
Ajudar aqueles que nos ajudam - resume-se assim o objetivo da ação de formação em socorro animal que este sábado se realizou (e se repete este domingo) nas instalações dos Bombeiros Voluntários de Paço de Arcos (Oeiras), com o apoio da Associação Portuguesa de Cães de Busca e Salvamento. O primeiro dia culminou com a assinatura de um protocolo que visa apoiar a corporação na prestação do socorro mas também na promoção do bem-estar das suas próprias equipas cinotécnicas.

O auditório dos bombeiros encheu com quase 150 civis e 15 soldados da paz da corporação, que receberam a formação.
"Já fomos confrontados com situações de emergência com animais mas não tínhamos essa competência nem capacidade de resposta. Agora passamos a ter. A isso junta-se o facto de já termos também unidades de intervenção - viaturas que podem fazer a prestação desse socorro. A partir daqui podemos acudir a essas emergências com o saber necessário", explica Ricardo Ribeiro, comandante dos bombeiros de Paço de Arcos.

Pedro Baptista, formador e membro da Associação de Busca e Salvamento, explicou ao CM a importância dos ensinamentos ministrados na formação: "Um bom socorro pré-hospitalar garante uma melhor recuperação do animal", afirmou durante uma pausa na sessão, onde se aprenderam técnicas de reanimação cardiopulmonar, o que fazer em caso de atropelamento, queimadura, fraturas, envenenamento, entre outras emergências.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)