Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
6

"Cada um no seu quadrado": conheça as propostas das discotecas e dos bares para voltarem a abrir portas

Pistas de dança com quadrados de 2,25 m2 no chão é uma das medidas que a AHRESP propôs ao Governo.
Correio da Manhã 18 de Junho de 2020 às 19:03
Discoteca
Discoteca
Discoteca
Discoteca
Discoteca
Discoteca
A Associação de Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal propôs ao Governo novas medidas para que os bares e discotecas possam reabrir em segurança após o confinamento provocado pela pandemia de coronavírus. Numa diretiva denominada "Guia de Boas Práticas para os Estabelecimentos de Animação Noturna", são propostos quadrados de dança e máscaras em casos em que a distância física não esteja assegurada.

Os estabelecimentos, segundo a proposta da AHRESP, passariam a ter quadrados de dança de 2,25 m2 cada um. O objetivo é que as pessoas possam ir a estes espaço de diversão noturna sem comprometer a distância física imposta pela Direção-Geral de Saúde. 


"Esta área deve ser respeitada e devidamente sinalizada por cordões ou divisórias", define a associação sublinhando ainda que o estabelecimento "garantirá o controlo da capacidade da pista de dança".

Em cada cabine de música, só poderá estar presente um DJ e se não for possível garantir a distância física de segurança entre DJ’s e outras eventuais pessoas, deve ser usada máscara de proteção dentro do espaço. A desinfeção das cabines de música, bem como todo o espaço, deve ser garantida. 
Ver comentários