Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
4

Cães tornam-se modelos para promover adoção. Veja as imagens

Fotógrafo vai a canil fazer retratos de animais abandonados para que encontrem uma nova casa.
Paula Gonçalves 12 de Janeiro de 2020 às 01:30
Cães modelos para promover adoção
Cães modelos para promover adoção
Cães modelos para promover adoção
Cães modelos para promover adoção
Cães modelos para promover adoção
Cães modelos para promover adoção
Cães modelos para promover adoção
Cães modelos para promover adoção
Cães modelos para promover adoção
Cães modelos para promover adoção
Cães modelos para promover adoção
Cães modelos para promover adoção
O estúdio de fotografia foi improvisado no pequeno gabinete de apoio ao Canil Municipal de Condeixa-a-Nova.

Nas boxes, os modelos caninos estão já em grande agitação. Um a um vão entrando no estúdio, conduzidos pelas voluntárias da associação Condeixa Patudos, mas na hora de fazer pose para a máquina fotográfica não é fácil mantê-los sentados e quietos.

Mas os biscoitos, associados ao talento do fotógrafo João Azevedo, fazem milagres: "Não é um trabalho fácil… Eles não gostam de colaborar. Gostam de biscoitos, de brincadeira, de estar deitados no chão, mas olhar para a objetiva não está nos seus planos", comenta o artista. Nada que o já experiente fotógrafo não seja capaz de contornar. Mesmo perante modelos tão difíceis, as fotos saem sempre perfeitas.

"É com muita paciência, mas também com a ajuda das pessoas que cuidam deles, dos biscoitos e de barulhos estranhos. Basta-me uma foto", explica ao CM João Azevedo, que tem um estúdio em Coimbra, mas faz gratuitamente este trabalho para associações de defesa de animais abandonados e canis municipais, na tentativa de ajudar a encontrar famílias que os adotem.

Desde 2015 que o fotógrafo se dedica a esta atividade de forma voluntária, tendo já feito sessões em canis municipais e associações.

No total, já fotografou 165 cães. Desta vez, os alvos da objetiva de João Azevedo foram os canídeos que estão aos cuidados da Condeixa Patudos. Cinco minutos são suficientes para conseguir a foto e captar a essência do animal. "A ideia é essa. Fazer um retrato mais próximo do focinho para captar a emoção. É humanizá-los um bocadinho", refere o fotógrafo, que espera que as suas fotos sensibilizem as famílias para a adoção. "Numa sessão destas, basta um deles ser adotado para já valer a pena".

Olga Ruth, da Condeixa Patudos, conta, através das fotos sensibilizar muitas famílias: "É uma oportunidade única para os nossos cães. As fotos do João conseguem transmitir a alma do animal".

As fotografias dos cães para adoção podem ser vistas na página Be My Friend, na rede social Facebook.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)