Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
3

Transplante capilar resolve problema da calvície

Um único tratamento resolve o problema em definitivo.
Daniela Polónia 7 de Outubro de 2017 às 06:00
Calvície resolvida com transplante capilar
Calvície resolvida com transplante capilar
Calvície resolvida com transplante capilar
Calvície resolvida com transplante capilar
Calvície resolvida com transplante capilar
Calvície resolvida com transplante capilar
Calvície resolvida com transplante capilar
Calvície resolvida com transplante capilar
Calvície resolvida com transplante capilar
"O cabelo transplantado é para sempre. No transplante, existem células vivas que vão produzir durante toda a vida cabelos", garante o dermatologista Rui Oliveira Soares. O transplante capilar é um tratamento definitivo para a calvície, mas também pode ser aplicado em zonas da cabeça onde o cabelo deixou de crescer devido a uma cicatriz ou por consequência de radioterapia.

"Cada cabelo é originado por um folículo que está dentro da pele. O que fazemos é mudar essas ‘fábricas’ de locais mais densos do couro cabeludo para zonas onde a pessoa perdeu cabelo", explica o coordenador da unidade de cabelo do Hospital Cuf Descobertas, em Lisboa.

Uma das técnicas para o transplante é a extração folicular em que se rapa o cabelo atrás, se retiram os folículos um a um, sendo implantados em micro-orifícios. Este tratamento é, sobretudo, utilizado nos homens, e exige boa densidade de cabelo na zona doadora.

Uma outra técnica consiste em retirar uma tira fina de pele e fazer uma sutura que não deixa cicatriz. Ao microscópio disseca-se folículo a folículo e é feita a implantação. Não há qualquer necessidade de rapar, não obriga a uma grande densidade de cabelo e é uma técnica mais aplicada em mulheres.

Soro fisiológico deve ser aplicado de hora a hora nos primeiros dois dias  
Após o transplante capilar, nos primeiros dois dias é preciso aplicar, de hora a hora, soro fisiológico, com um borrifador. A partir das 72 horas, os pacientes podem lavar a cabeça mas sem esfregar nem tocar.

Aconselha-se a utilização de um copo para deitar a água e o champô. Só ao sexto dia é possível lavar a cabeça de forma normal. É ainda administrado antibiótico.

"Baixa autoestima e pouca confiança em interagir"  
"A baixa autoestima é o principal impacto. E não me sinto confiante na interação social", conta Maria, nome fictício, de 26 anos e que há dez sofre de calvície na zona frontal da cabeça.

A psicóloga, que vive em Lisboa, fez há uma semana um transplante capilar. "Estou muito expectante, espero tornar-me mais satisfeita com aquilo que vejo ao espelho", diz.

PORMENORES 
Folículo na hipoderme
Um folículo capilar é uma espécie de bolsa que se localiza na hipoderme, a camada profunda da pele, dentro do qual está a raiz do fio de cabelo. Cada folículo pode produzir um ou mais fios de cabelo.

Melhoria um ano depois
Regra geral, o cabelo transplantado cai um mês depois e inicia-se um novo ciclo capilar. A maior parte dos cabelos começam a nascer ao fim de quatro ou cinco meses. No entanto, só são visíveis bons resultados um ano depois do tratamento.
Rui Oliveira Soares Maria coordenador Hospital Cuf Descobertas Lisboa saúde transplante capilar
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)