Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
6

Câmara de Melgaço coloca cerco sanitário em aldeia com 370 habitantes após confirmação de novo caso de coronavírus

Decisão foi tomada em articulação com as autoridades de saúde e o posto local GNR.
Lusa 25 de Março de 2020 às 14:22
Câmara de Melgaço coloca cerco sanitário em aldeia de Parada
Coronavírus
Câmara de Melgaço coloca cerco sanitário em aldeia de Parada
Coronavírus
Câmara de Melgaço coloca cerco sanitário em aldeia de Parada
Coronavírus
A Câmara de Melgaço implementou hoje um cerco sanitário na aldeia de Parada do Monte, com 370 habitantes, após a confirmação do terceiro caso de infeção pelo novo coronavírus, disse à Lusa o presidente do município.

Contactado pela agência Lusa, Manoel Batista explicou que a decisão foi tomada hoje de manhã, em articulação com as autoridades de saúde e o posto local GNR.

"A medida já está implementada. Já ninguém sai de Parada do Monte e as entradas estão limitadas a situações estritamente necessárias", afirmou, referindo desconhecer a duração da medida que será "avaliada diariamente".

Segundo o autarca socialista daquele concelho do distrito de Viana do Castelo, "há mais duas pessoas em isolamento profilático, em casa, à espera do resultado dos testes de despiste da doença".

Questionado sobre a origem do foco registado naquela aldeia, Manoel Batista adiantou que "a hipótese explicativa mais plausível é que a transmissão tenha sido feita pelo filho e a nora do primeiro doente infetado, emigrantes que chegaram no início de março à freguesia".

"Ambos estão também em confinamento domiciliário", reforçou.

O primeiro caso confirmado é o de um homem de 82 anos e o casal hoje confirmado tem 82 e 85 anos, todos internados no hospital de Santa Luzia, em Viana do Castelo.

A aldeia está integrada na União de Freguesia de Parada do Monte e Cubalhão, no total, de acordo com o Censos de 2011, com 526 habitantes.

O novo coronavírus responsável pela pandemia de Covid-19 foi detetado em dezembro na China e já infetou mais de 428.000 pessoas em todo o mundo, das quais cerca de 19.000 morreram.

O continente europeu é atualmente o que regista maior número de novos casos, 226.000, sendo Itália o país com mais vítimas mortais em todo o mundo. Contabiliza 6.820 mortos em 69.176 diagnósticos positivos e, desses infetados, mais de 7.000 já foram dados como curados pelas autoridades.

Em Portugal, a Direção-Geral da Saúde indicou hoje que o surto de covid-19 já provocou 43 mortes e 2.995 infetados.

Dada a evolução da pandemia, a 17 de março o Governo declarou o estado de calamidade pública no concelho de Ovar e, desde as 00:00 do dia 19, todo o país se encontra em estado de emergência, o que vigorará até às 23:59 do dia 02 de abril.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)