Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
5

Câmara de Sintra aprova fundo de apoio aos desempregados de 1,3 milhões de euros

Pacote abrange também teatros e taxistas, disse esta quarta-feira o presidente do município.
Lusa 24 de Fevereiro de 2021 às 20:16
Dinheiro
Dinheiro FOTO: Getty Images
A Câmara de Sintra aprovou um fundo de apoio social, no valor de 1,3 milhões de euros, para os trabalhadores desempregados do município, num pacote que abrange também teatros e taxistas, disse esta quarta-feira o presidente do município.

Em reunião do executivo camarário, foi aprovado, por unanimidade, o quarto pacote de apoio no âmbito da pandemia de covid-19.

Depois de um pacote de âmbito social e dois direcionados para os empresários do concelho, o presidente da câmara, Basílio Horta, realça que era necessário fazer algo pelos trabalhadores a cair em situação de desemprego.

"O aumento do desemprego é altamente preocupante, com consequências sociais extremamente graves e que podemos verificar, por exemplo, na crescente procura de distribuições de alimentos que temos promovido, e para as quais já há lista de espera. Por isso, decidimos lançar este fundo de apoio aos desempregados", explica à Lusa o autarca do distrito de Lisboa.

O apoio dirige-se a todos os munícipes que a 31 de dezembro de 2020 estivessem, e se mantenham, numa situação de desemprego, façam prova de procura ativa de emprego, não usufruam de subsídio de desemprego nem rendimento social de inserção e que em 2019 não tenham tido um rendimento familiar superior a 20 mil euros.

"Falamos de pessoas sem qualquer apoio social e que se encontram numa situação de fragilidade extrema. As inscrições decorrem entre 1 e 31 de março, com os apoios a serem pagos na totalidade até 15 de abril", pormenorizou o autarca.

O quarto pacote de apoios, que ascende a dois milhões e 283 mil euros, abrange, além dos desempregados, os teatros, com 493 mil euros, o reforço do apoio às IPSS, com 165 mil euros, aos clubes desportivos, com 236 mil euros, e aos taxistas, com um valor de 650 euros por cada profissional, no total de 89 mil euros.

"Esta é a estratégia de Sintra. O Estado protege e a nossa primeira função, ainda para mais numa situação como aquela que nos encontramos, é proteger socialmente os cidadãos", defendeu Basílio Horta.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.474.437 mortos no mundo, resultantes de mais de 111 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 16.086 pessoas dos 799.106 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.
Mais informação sobre a pandemia no site dedicado ao coronavírus - Mapa da situação em Portugal e no Mundo. - Saiba como colocar e retirar máscara e luvas - Aprenda a fazer a sua máscara em casa - Cuidados a ter quando recebe uma encomenda em casa. - Dúvidas sobre coronavírus respondidas por um médico Em caso de ter sintomas, ligue 808 24 24 24
Ver comentários