Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
9

Campanha de informação para quem quer trabalhar no estrangeiro

Uma campanha de informação dirigida aos portugueses que querem trabalhar no estrangeiro arranca segunda-feira em todo o país com o objectivo de prevenir a emigração desinformada e evitar casos dramáticos
27 de Maio de 2012 às 11:39
Campanha de informação pretende evitar situações de trabalhadores portugueses lesados, como algumas já noticiadas no passado (foto de arquivo)

"Temos para distribuir 100 mil desdobráveis, 10 mil brochuras e cinco mil cartazes. Numa fase posterior serão elaborados alguns 'spots' para as rádios. Este é o corpo essencial da campanha que está a avançar de imediato", disse à agência Lusa o secretário de Estado das Comunidades.

José Cesário adiantou que algum deste material já foi mesmo distribuído e que a campanha arrancará em pleno na segunda-feira com a distribuição generalizada pelos 92 Gabinetes de Apoio ao Emigrante das câmaras municipais do norte, centro e Algarve, em 10 câmaras municipais da região de Lisboa, nos centros do Instituto Emprego e Formação Profissional, do Instituto de Segurança Social e da Autoridade para as Condições de Trabalho.

Parte do material será entregue à Obra Católica Portuguesa das Migrações (OCPM), que se encarregará de o distribuir pelas paróquias.

A campanha, intitulada "Trabalhar no estrangeiro", conta ainda com a colaboração de sindicatos e instituições ligadas as comunidades portuguesas no estrangeiro.

"O importante é que as pessoas interessadas em emigrar possam ter acesso ao máximo de informação possível", disse José Cesário.

A campanha de informação é lançada pelo Governo numa altura em que aumenta o número de portugueses que procuram o estrangeiro para trabalhar e depois de terem sido divulgados pela comunicação social casos dramáticos de emigrantes sem trabalho e a viver nas ruas em países como a Suíça ou o Reino Unido.

José Cesário confirma a tendência de aumento da emigração e repete a estimativa de que estarão a sair anualmente do país entre 120 a 150 mil portugueses.

"Temos consciência que havendo mais desemprego há mais emigração. É um dado muito evidente com que estamos confrontados. Está a sair muita gente e onde quer que vamos isso é muito evidente", disse.

Emigração campanha informação trabalho estrangeiro
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)