Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
6

Cancro da cabeça mata três pessoas por dia em Portugal

Tês mil novos casos diagnosticados anualmente no País.
Miguel Balança e Lusa 17 de Setembro de 2019 às 08:34
Doente com cancro
Doente com cancro
Doente com cancro
Doente com cancro
Doente com cancro
Doente com cancro
O cancro da cabeça e pescoço mata três portugueses por dia. Realidade foi esta segunda-feira revelada no arranque da semana europeia de luta contra a doença. E a chave do problema está no diagnóstico precoce: a percentagem de doentes curados cai de 90%, quando identificados numa fase inicial, para 20%, em casos de diagnóstico tardio.

"Morrem três portugueses por dia com esta doença e aquilo que queremos é que sejam diagnosticados mais cedo", avança Ana Castro, presidente do Grupo de Estudos de Cancro da Cabeça e Pescoço (GECCP), entidade que, no arranque da Semana Europeia de Luta Contra o Cancro da Cabeça e Pescoço, promoveu uma ação de rastreio junto ao terminal fluvial do Cais do Sodré, em Lisboa. No Porto, a sessão é replicada na sexta-feira, na estação de metro da Trindade.

Cerca de três mil novos casos da doença são diagnosticados anualmente e mais de metade (60%) acontece numa fase avançada, em que a esperança média de vida é cinco anos. E nessa etapa "vamos conseguir curar apenas cerca de 20%", explicou Ana Castro.

Já a ministra da Saúde, Marta Temido, destacou o papel da "colocação de médicos dentistas nos centros de saúde", na promoção do acesso aos cuidados de saúde oral, fator de risco para o desenvolvimento da doença.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)