Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
4

Cancro do ovário é raro e silencioso

Sintomas aparecem numa fase avançada na doença. Atinge, na maioria, as mulheres com mais de 55 anos.
14 de Julho de 2013 às 01:00
Tratamento do cancro do ovário pode passar pela intervenção cirúrgica, para a remoção do tumor
Tratamento do cancro do ovário pode passar pela intervenção cirúrgica, para a remoção do tumor FOTO: DR

Não é o cancro mais frequente na mulher mas sim o mais mortífero. O cancro do ovário é silencioso e os sintomas aparecem em fases avançadas na doença, o que diminui as probabilidades de cura. Apesar de ser pouco frequente, este tumor tem uma elevada taxa de mortalidade: é a 7ª causa de morte na mulher.

Atinge, na sua maioria, as mulheres com mais de 55 anos. Apesar de ser um tumor raro nas mulheres jovens, estas também podem ser afetadas.

Os sintomas não são específicos. Normalmente são frequentes queixas como o aumento do volume abdominal, alterações do trânsito intestinal, desconforto e dor pélvica. Podem ainda estar presentes algumas alterações ginecológicas inespecíficas como a perda de sangue vaginal.

É, muitas vezes, detetado por um exame ginecológico e ecografia endovaginal feitos numa consulta de rotina. Daí a necessidade de as mulheres consultarem regularmente o ginecologista, para que o diagnóstico seja o mais precoce possível. Depois são acompanhadas em consultas multidisciplinares nos centros especializados. Na maioria dos casos, o tratamento implica cirurgia e quimioterapia.

saúde cancro ovário tumor doença
Ver comentários