Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade

Cardeais querem acelerar eleição

Os cardeais pretendem reduzir ao máximo o período de "Sede vacante", manifestando muitos deles alguma pressa e vontade de antecipar o Conclave. Esta intenção tem a ver com o facto de os chamados "tempos mortos" serem propícios à exploração de escândalos no interior da Igreja.
2 de Março de 2013 às 01:00

O cardeal português D. Manuel Monteiro de Castro disse ao CM que "ainda só chegaram a Roma pouco mais de metade dos cardeais eleitores", pelo que "as coisas podem não ser assim tão céleres como alguns pretendem".

"É importante a Igreja ter papa, mas todas as coisas têm o seu tempo. Estamos a trabalhar na vinha do Senhor", disse D. Manuel Monteiro de Castro.

O decano do Colégio Cardinalício enviou ontem a carta de convocação para as reuniões gerais (congregações) que têm em vista a preparação do próximo Conclave e que começam na próxima segunda-feira.

As reuniões vão ser presididas pelo decano dos cardeais, D. Ângelo Sodano, e a primeira está marcada para as 08h30, hora de Lisboa. A segunda dessas reuniões está prevista para as 16h00.

Já Bento XVI passou "de forma tranquila" a primeira noite enquanto papa emérito, segundo declarou o porta-voz da Santa Sé. "Estava sereno e tranquilo, viu os telejornais e disse que gostou da forma como foi acompanhado este momento singular da Igreja", disse o padre Frederico Lombardi.

igreja conclave papa cardeis eleições bento xvi
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)