Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
2

Casas flutuantes por 100 mil euros em exposição da Nauticampo na FIL

Um dos dois pavilhões está ocupado por equipamentos marítimos, desde iates a motores de barcos, passando por sonares.
Raquel Oliveira 14 de Fevereiro de 2020 às 01:30
100 000 €: Casa flutuante vocacionada para águas fechadas (rias e albufeiras), é um sucesso de vendas. Em marina, o custo mínimo anual ronda os 600 euros mas é gratuito em postes de amarração. Tem uma estação de tratamento de águas e um motor que a torna independente para mudar de local.
Interior da Casa Flutuante
Interior da Casa Flutuante
7845 €  é o preço de ‘conduzir’ sobre e debaixo de água a 14 km/h durante 50 minutos.
149 000 €  Veleiro. Esta embarcação de 11 metros, com espaço para 10 pessoas, está a ser vendida na feira com a oferta do barco de apoio, que tem um valor comercial de quase 24 mil euros.
339 000 € Iate. Com seis painéis solares, este híbrido  tem espaço para dormirem quatro pessoas.
78 620 € Nas autocaravanas, os extras como as parabólicas e motorizações podem encarecer a compra.
8 500 € Mota de água. Em que tudo está pensado para ir à pesca, contando com caixa de armazenagem , sonar e controlo de velocidade.
1650 € Caiaque. Outro equipamento exclusivo para a pesca. Tem pedais, capacidade  para duas canas e caixa para peixe.
1800 € Tenda. É promovida como o ‘suprassumo’ das tendas para tejadilhos e ideal para quem precisa do conforto de uma cama depois de inúmeras horas ao volante.
100 000 €: Casa flutuante vocacionada para águas fechadas (rias e albufeiras), é um sucesso de vendas. Em marina, o custo mínimo anual ronda os 600 euros mas é gratuito em postes de amarração. Tem uma estação de tratamento de águas e um motor que a torna independente para mudar de local.
Interior da Casa Flutuante
Interior da Casa Flutuante
7845 €  é o preço de ‘conduzir’ sobre e debaixo de água a 14 km/h durante 50 minutos.
149 000 €  Veleiro. Esta embarcação de 11 metros, com espaço para 10 pessoas, está a ser vendida na feira com a oferta do barco de apoio, que tem um valor comercial de quase 24 mil euros.
339 000 € Iate. Com seis painéis solares, este híbrido  tem espaço para dormirem quatro pessoas.
78 620 € Nas autocaravanas, os extras como as parabólicas e motorizações podem encarecer a compra.
8 500 € Mota de água. Em que tudo está pensado para ir à pesca, contando com caixa de armazenagem , sonar e controlo de velocidade.
1650 € Caiaque. Outro equipamento exclusivo para a pesca. Tem pedais, capacidade  para duas canas e caixa para peixe.
1800 € Tenda. É promovida como o ‘suprassumo’ das tendas para tejadilhos e ideal para quem precisa do conforto de uma cama depois de inúmeras horas ao volante.
100 000 €: Casa flutuante vocacionada para águas fechadas (rias e albufeiras), é um sucesso de vendas. Em marina, o custo mínimo anual ronda os 600 euros mas é gratuito em postes de amarração. Tem uma estação de tratamento de águas e um motor que a torna independente para mudar de local.
Interior da Casa Flutuante
Interior da Casa Flutuante
7845 €  é o preço de ‘conduzir’ sobre e debaixo de água a 14 km/h durante 50 minutos.
149 000 €  Veleiro. Esta embarcação de 11 metros, com espaço para 10 pessoas, está a ser vendida na feira com a oferta do barco de apoio, que tem um valor comercial de quase 24 mil euros.
339 000 € Iate. Com seis painéis solares, este híbrido  tem espaço para dormirem quatro pessoas.
78 620 € Nas autocaravanas, os extras como as parabólicas e motorizações podem encarecer a compra.
8 500 € Mota de água. Em que tudo está pensado para ir à pesca, contando com caixa de armazenagem , sonar e controlo de velocidade.
1650 € Caiaque. Outro equipamento exclusivo para a pesca. Tem pedais, capacidade  para duas canas e caixa para peixe.
1800 € Tenda. É promovida como o ‘suprassumo’ das tendas para tejadilhos e ideal para quem precisa do conforto de uma cama depois de inúmeras horas ao volante.
É difícil não reparar no veleiro de 11 metros ou na casa flutuante mas há muitas outras novidades na Nauticampo, a exposição que está até domingo na FIL, no Parque das Nações. Praticamente tudo o que é indispensável se pode encontrar no certame mais antigo organizado pela Feira Internacional de Lisboa. Redes de descanso, tendas, piscinas, motos de água, lanchas e autocaravanas são alguns dos muitos equipamentos que se podem encontrar nos dois pavilhões da FIL dedicados à náutica de recreio, ao campismo e ao caravanismo.

O espaço foi reduzido, o que limitou a presença das grandes embarcações que já estiveram anteriormente nesta feira. Ou mesmo das autocaravanas, também elas a precisar de mais espaço de exposição.  

O evento conta ainda com uma zona dedicada à promoção e dinamização de atividades ao ar livre (Outdoor Aventura Village) para toda a família, como canoagem, passeios de barco e bicicleta, caminhadas e mergulho. Por 10 euros, os visitantes têm acesso a mais de 200 expositores representativos do setor e até a muitos dos doces regionais portugueses, alguns desconhecidos. É o caso dos pastéis da Fidalga, doces típicos que o Seixal está a promover na feira.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)