Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
6

CDS acusa DGS de impedir touradas em Santarém sem justificação

Partido apela ainda ao Governo que estes espetáculos "tenham lugar nos termos previstos".
Lusa 9 de Junho de 2021 às 19:02
Touradas
Touradas FOTO: Mariline Alves
O CDS-PP acusa a Direção-Geral da Saúde (DGS) de inviabilizar a realização de duas touradas em Santarém e apela ao Governo que estes espetáculos "tenham lugar nos termos previstos", alegando estar em causa "uma enormíssima perturbação".

Em comunicado enviado aos jornalistas, a Comissão Executiva (órgão mais restrito da direção) do CDS-PP refere que "a escassos dois dias de começar a primeira de duas touradas agendadas há várias semanas para Santarém, a DGS decidiu inviabilizá-las, conduzindo ao seu cancelamento ou adiamento 'sine die'".

De acordo com a nota, que é assinada pelo vice-presidente do partido Pedro Melo, "a delegada de saúde local começou por colocar em causa que a praça de touros de Santarém, a maior do país, fosse uma sala de espetáculos, procurando limitar a sua lotação ao máximo, quando, na verdade, a praça de touros Monumental Celestino Graça, respeitando as diretrizes aplicáveis, já só iria ser ocupada a 50%".

Ver comentários