Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
4

Centro de investigação pode tratar 300 doentes

O futuro Centro Champalimaud, que irá abrir portas ao público a 5 de Outubro de 2010, concilia a investigação científica com a assistência clínica. Numa primeira fase poderá tratar, em ambulatório, 300 doentes, alguns serão objecto de investigação "sempre com consentimento do próprio utente", declara Leonor Beleza, presidente da Fundação Champalimaud.
20 de Maio de 2009 às 00:30
Leonor Beleza visitou as obras
Leonor Beleza visitou as obras FOTO: Natália Ferraz

Leonor Beleza visitou ontem as obras de construção do Centro Champalimaud, em Pedrouços, Lisboa, uma visita que contou com a participação de vários elementos do conselho científico.

Os cientistas do conselho científico irão decidir os tipos de tumor que serão alvo de investigação no centro: cancro do pulmão, mama, cólon ou próstata. "Não serão todos esses tumores mas serão alguns", afirma Leonor Beleza.

Ver comentários