Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade

Centro Hospitalar de S. João lamenta morte de menor

O Conselho de Administração do Centro Hospitalar de São João lamentou hoje a morte de uma criança de 5 anis atendida na urgência do Hospital de Valongo e esclarece que o processo sumário não detectou evidência de negligência ou de más práticas médicas.
3 de Junho de 2011 às 11:27
Menor faleceu em casa, depois de o médico que o observou no Hospital de Valongo lhe ter dado alta
Menor faleceu em casa, depois de o médico que o observou no Hospital de Valongo lhe ter dado alta FOTO: D.R.

O rapaz, de cinco anos, estava desde terça-feira com sintomas de indisposição e vómitos. A sua situação agravou-se na passada quinta-feira de manhã, tendo sido transportado numa ambulância dos bombeiros locais para a urgência do Hospital de Valongo onde foi visto por um médico que acabou por lhe dar alta.

O menor, filho único, viria a falacer em casa, pelas 16h00.

Em comunicado, a administração daquele centro hospitalar refere que "mal teve conhecimento do sucedido", mandou instaurar um processo sumário, "não tendo sido detectada evidência de negligência ou de más práticas".

Apesar disso, acrescenta, o CA determinou a instauração de um processo de inquérito interno e vai também ser solicitado à Inspeção-Geral de Actividades da Saúde (IGAS) "um processo de averiguações externo ao Hospital, para garantir a independência do referido processo".

Conselho de Administração do Centro Hospitalar de São João Inspeção-Geral de Actividades da Saúde IGAS.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)