Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
4

Clínica contesta suspensão da cirurgia

A direcção da Clinialba, em Lisboa, garante que não possui bloco operatório mas apenas uma sala de pequenos procedimentos, em ambulatório, com anestesia local. A Clinialba reage assim à suspensão das cirurgias aos olhos, determinada pela Entidade Reguladora da Saúde, por irregularidades na climatização e no circuito dos resíduos, uma decisão que abrangeu outras cinco clínicas.
11 de Janeiro de 2012 às 01:00
A directora Cristina Gamito
A directora Cristina Gamito FOTO: direitos reservados

A directora da unidade, Cristina Gamito, afirmou ao CM que o estabelecimento "nunca colocou em causa" a saúde pública e que quando os clientes precisam de uma cirurgia com anestesia geral, estas são realizadas em clínicas "com licenciamento para o efeito". Já a Associação de Socorros Mútuos dos Empregados do Comércio e Indústria, outra das clínicas visadas pela ERS, afirma não ter verbas para a climatização obrigatória e terá de procurar apoios.

CIRURGIAS OLHOS GOVERNO CLÍNICA
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)