Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
2

Clube indignado com Câmara de Lisboa

Clube Alta de Lisboa denuncia instalações degradadas do complexo do Alto do Lumiar.
Bernardo Esteves 2 de Novembro de 2014 às 19:31
Jorge Malacho, presidente do Alta de Lisboa, desafia: “Deem-nos o material que nós fazemos as obras”
Jorge Malacho, presidente do Alta de Lisboa, desafia: “Deem-nos o material que nós fazemos as obras” FOTO: Mariline Alves

As instalações do campo n.º 2 do Complexo Desportivo do Alto do Lumiar, que pertence à Câmara Municipal de Lisboa, estão degradadas, pondo em causa a segurança das cerca de 200 crianças e jovens que ali treinam futebol.

"Os candeeiros dos acessos não funcionam, só um projetor em cada uma das quatro torres de iluminação funciona e não se vê nada, a vedação está destruída e as bolas vão parar à estrada. Os bancos de suplentes não têm coberturas, as balizas estão degradadas e um treinador já se feriu com gravidade num braço", queixa-se Jorge Malacho, presidente do União Desportiva da Alta de Lisboa, que partilha o campo com o Águias da Musgueira.

Malacho acusa a autarquia de não cumprir promessas. "Se o sr. António Costa não resolve isto, como vai resolver os problemas do país? Deem-nos o material que nós fazemos as obras", desafia. O CM questionou a autarquia, mas não obteve resposta.

A UD Alta de Lisboa resultou da fusão, em 2005, do Charneca com o Sporting da Torre, no âmbito da requalificação da zona. Malacho exibe um ofício da autarquia que prometia renovar o Campo Chão de Loureiro, do Charneca, se aceitassem a fusão. A renovação não avançou e o campo está ao abandono.

clube indignação câmara Lisboa
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)