Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
9

Combustíveis vão descer pela quarta semana seguida

Descida de preços será mais acentuada na gasolina, mas o gasóleo também deverá ficar mais barato.
Jornal de Negócios 18 de Outubro de 2019 às 11:13
Gasolina
Gasolina
Gasolina
Gasolina
Gasolina
Gasolina

Abastecer o automóvel vai voltar a ficar mais barato na segunda-feira. Os preços deverão descer pela quarta semana consecutiva, refletindo a baixa das cotações dos combustíveis nos mercados, mas também a recuperação do euro face ao dólar.

A tonelada métrica da gasolina desceu perto de 2%, quando comparados os preços médios desta semana em euros face ao registado na semana passada. No caso do gasóleo cotado, a desvalorização foi inferior, mas ainda assim deverá permitir uma baixa nos preços que os portugueses vão pagar nos postos de abastecimento a partir de segunda-feira.

Os cálculos do Jornal de Negócios apontam para uma descida de 1,5 cêntimos no preço de venda por litro da gasolina simples. No caso do gasóleo simples, a baixa deverá ser de apenas 0,5 cêntimos. Estes valores foam confirmados por fonte do setor.

A confirmarem-se estas evoluções, será a quarta semana seguida de descida nos preços dos combustíveis em Portugal. Esta semana a gasolina simples foi vendida a um preço médio 1,487 euros, pelo que poderá baixar segunda-feira para cerca de 1,47 euros, o que repersenta o valor mais baixo desde março.

Já o gasóleo poderá baixar para valores em torno de 1,36 euros.

Nestas quatro semanas, a confirmar-se esta descida, a gasolina deverá acumular uma descida de preços acima de 3 cêntimos, enquanto o gasóleo deverá ficar cerca de 2 cêntimos mais barato.

A descida dos combustíveis está em linha com a evolução do petróleo nas últimas semanas, com a matéria-prima a ser penalizada pelas perspetivas mais sombrias para a economia mundial e com a recuperação da produção da Arábia Saudita.

A evolução dos preços dos combustíveis é calculada pelo Negócios, tendo por base a evolução dos derivados do petróleo (gasóleo e gasolina) e do euro. Ainda assim, a evolução dos custos dependerá de cada posto de abastecimento, da marca e da zona onde se encontra.

Os cálculos do Negócios têm por base contratos diferentes dos seguidos pelas petrolíferas (ainda que a evolução costume ser semelhante), sendo que os dados disponíveis para o Negócios só estão disponíveis até quinta-feira (faltando um dia de negociação).

economia negócios e finanças Negócios energia gasóleo
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)