Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
9

Comissões pedem mais médicos para o Amadora-Sintra

Ultrapassar a demora nas urgências é o principal objetivo.
29 de Dezembro de 2014 às 16:29
Representantes dos utentes alertaram que "a insuficiência de meios revela-se muito gravosa"
Representantes dos utentes alertaram que 'a insuficiência de meios revela-se muito gravosa' FOTO: Sérgio Lemos

As comissões de utentes de saúde da Amadora e de Sintra reclamaram esta segunda-feira a contratação de médicos para ultrapassar a demora nas urgências do Hospital Fernando Fonseca e uma nova unidade pública em Sintra.


"Tempos de espera na ordem das 24 horas nas urgências, a que acresce a falta de camas para internamento, colocam em risco a vida dos utentes", criticam, em comunicado a que a Lusa teve acesso, as comissões de utentes de saúde dos concelhos de Amadora e Sintra.


A "iminente rutura dos serviços de urgência e o colapso do SO [serviço de observação]" deve-se "à falta de profissionais de saúde nesta unidade hospitalar e reflete o cenário" apontado há muito pelas comissões de utentes, que colocam em perigo a prestação de serviços no Hospital Fernando Fonseca (Amadora-Sintra), lê-se no documento.


Os representantes dos utentes alertaram que, em períodos de maior necessidade de cuidados de saúde, como o inverno e na época de Natal e Ano Novo, "a insuficiência de meios humanos e materiais no hospital revela-se muito gravosa para os utentes".

comissões utentes médicos amadora-sintra hospital
Ver comentários
}