Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
9

Concelho de Cascais fora da Bandeira Azul

Autarquia recusa critérios de análise da água e não apresentou qualquer candidatura.
Bernardo Esteves 29 de Abril de 2017 às 09:34
Praia
Praia FOTO: Vítor Mota
Portugal volta este ano a bater o recorde absoluto de praias com Bandeira Azul, com 320 galardões, mais seis do que no ano passado.

Sete praias do concelho de Cascais - Carcavelos, Parede, Avencas, S. Pedro do Estoril, Moitas, Tamariz e Guincho – perdem o galardão. Cascais deixa de ter qualquer praia com Bandeira Azul, como já sucedia com Oeiras e Sintra.

O município de Cascais não apresentou candidaturas porque exige que a Associação Bandeira Azul da Europa (ABAE) aceite as análises semanais realizadas pela Águas de Portugal, mas a associação só confia nas análises mensais feitas pela Agência Portuguesa do Ambiente. "Basta que a análise mensal seja feita num dia de chuva para comprometer o resultado", afirma a autarquia, em comunicado, garantindo que "a qualidade das águas mantém-se assegurada".

Oeiras também não concorreu, porque "Santo Amaro, Paço de Arcos e Caxias só estão classificadas como praias desde 2012 e só podem candidatar-se em 2018". A praia da Torre podia concorrer mas "tem problemas de acessos", explicou fonte da autarquia, frisando que estas praias têm "qualidade de água excelente". Já Sintra "não concorre há vários anos, porque não se revê nas regras que são vocacionadas para praias de características urbanas". E garante que a água tem qualidade.

O Algarve volta a ser a região mais premiada, com as mesmas 88 bandeiras, seguido da região Norte, com 70 (mais uma do que em 2016), e da região Tejo, com 48 (perdeu quatro). Há ainda 14 marinas premiadas, menos três do que no ano passado.
Cascais bandeiras praias autarquia critérios água candidatura
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)