Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
8

Cão sem trela para travar inspetores na Ordem dos Enfermeiros

Inspeção-geral das Atividades em Saúde acusa Ana Rita Cavaco de proferir "imputações e expressões injuriosas".
João Saramago 13 de Maio de 2019 às 21:29
Bastonária dos enfermeiros, Ana Rita Cavaco, esteve no Parlamento
Ana Rita Cavaco, bastonária da Ordem dos Enfermeiros
Ana Rita Cavaco
Bastonária dos enfermeiros, Ana Rita Cavaco, esteve no Parlamento
Ana Rita Cavaco, bastonária da Ordem dos Enfermeiros
Ana Rita Cavaco
Bastonária dos enfermeiros, Ana Rita Cavaco, esteve no Parlamento
Ana Rita Cavaco, bastonária da Ordem dos Enfermeiros
Ana Rita Cavaco
A Inspeção-geral das Atividades em Saúde (IGAS) acusa a bastonária da Ordem dos Enfermeiros, Ana Rita Cavaco, de proferir "imputações e expressões injuriosas" no decorrer, esta segunda-feira, de diligências da sindicância à Ordem dos Enfermeiros (OE), em Lisboa.

"A senhora bastonária acompanhada de um cão preto sem trela entrou nas instalações aos gritos ordenando à trabalhadora que saísse da sala impedindo-a de continuar a diligência", avançou a IGAS ao CM.



A atitude imputada à bastonária ocorreu depois dos inspetores, acompanhados de agentes da PSP, terem iniciado a audição de uma trabalhadora da OE.

Ana Rita Cavaco - avançou a IGAS - "pontapeou a porta da sala e proferiu imputações e expressões injuriosas contra os inspetores ali presentes e puxou a trabalhadora para o exterior, impedindo a prossecução da ação, o que ditou a elaboração do auto de notícia", que poderá dar origem a uma investigação por parte das autoridades.

Mais tarde, acompanhada do advogado, Ana Rita Cavaco deslocou-se à direção nacional da PSP para descrever a ação da IGAS.

Em comunicado, a OE informou que "três inspetores da IGAS, acompanhados por agentes da PSP, entraram nas instalações da OE e retiveram uma funcionária numa sala durante uma hora", para prestar "declarações sobre o processo de sindicância, sem notificação".

Para a OE, esta ação pode "configurar um sequestro". Acrescenta a OE que a bastonária "foi impedida de entrar na sala pelos agentes de autoridade, ao mesmo tempo que a funcionária foi impedida de sair".
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)