Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade

Construídos 248 km de autoestradas

Em ano e meio foram investidos 1,6 mil milhões de euros em 10% da rede de autoestradas
20 de Maio de 2013 às 01:00

Portugal viu serem construídos em ano e meio 248 quilómetros de autoestrada. A febre do asfalto prossegue e em julho serão abertos mais 40 quilómetros na A4, entre Vila Real e Bragança.

Para 2014 está prevista a entrada em funcionamento de mais sete quilómetros entre Condeixa e Coimbra, na A13. Ficarão assim concluídos cerca de 300 quilómetros de autoestrada, ou seja, uma extensão semelhante à distância entre Lisboa e Porto.

As vias abertas com o atual Governo representam 10% da rede e custaram 1,6 mil milhões de euros. No calendário das inaugurações, a primeira abertura ocorreu em novembro de 2011 com os 34 quilómetros da A32 entre Vila Nova de Gaia e Oliveira de Azeméis, obra que custou 386 milhões de euros. No mesmo mês surgiram mais 6,5 quilómetros da A8 entre Leira Sul e Leira Nascente. E na A19, foram concluídos 13 quilómetros entre Leira e Porto de Mós.

Um ano mais tarde ficou pronta a A33, entre Penalva (Barreiro) e Monte de Caparica (Almada). São 24,6 quilómetros da subconcessão do Baixo Tejo, que custaram 250 milhões de euros. Este ano, em março, estavam terminados os 77,3 quilómetros que separam Condeixa do Entroncamento, na A13. Dados da Estradas de Portugal revelam que a subconcessão do Pinhal Interior representa 485 milhões de euros. Também em março estavam prontos 92 quilómetros da A4. Quando concluída, esta via irá custar 510 milhões de euros. 

obras públicas autoestradas construção asfalto estradas
Ver comentários