Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
7

Norte tem 24 concelhos com mais de 1800 novos casos de Covid-19. 960 é o limite de risco “extremamente elevado”

Melgaço é o município a Norte que apresenta a maior taxa de incidência, com 3.706 novos casos por 100 mil habitantes.
Lusa 27 de Janeiro de 2021 às 16:46
Coronavírus na Região Norte
Coronavírus na Região Norte FOTO: José Reis/MOVEPHOTO
Vinte e quatro concelhos da região Norte registaram uma taxa de incidência superior a 1.800 novos casos de SARS-CoV-2 por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias, revela esta quarta-feira um relatório da Administração Regional de Saúde do Norte (ARS-N).

Dos 75 concelhos da região Norte, 24 contabilizaram uma taxa de incidência superior a 1.800 novos casos por 100 mil habitantes, duplicando o limite dos 960 casos por 100 mil habitantes, estipulado pelas autoridades sanitárias para colocar um concelho em risco "extremamente elevado" de contágio.

O documento da ARS-N, a que a Lusa teve hoje acesso, mostra que 39 concelhos registaram uma taxa de incidência superior a 960 novos casos de infeção pelo SARS-CoV-2 por 100 mil habitantes, mas 24 duplicaram esse valor.

O relatório reporta a evolução da situação epidemiológica entre o dia 05 e 25 de janeiro e fixa a taxa de incidência da região Norte nos 1.458 novos casos por 100 mil habitantes.

O documento indica ainda que, na semana de 12 a 18 de janeiro, 52 concelhos da região registaram um aumento superior a 10% de novos casos de infeção pelo SARS-CoV-2, ao passo que 14 apresentaram um decréscimo superior a 10%.

Dos 24 concelhos que duplicaram o limite dos 960 casos por 100 mil habitantes, oito situam-se no distrito de Viana do Castelo: Arcos de Valdevez (2.843 novos casos por 100 mil habitantes), Caminha (3.136), Melgaço (3.706), Paredes de Coura (3.386), Ponte da Barca (2.924), Ponte de Lima (2.350), Valença (1.926) e Vila Nova de Cerveira (2.424).

Melgaço é o município a Norte que apresenta a maior taxa de incidência, com 3.706 novos casos por 100 mil habitantes.

No distrito de Braga, são cinco os concelhos que duplicam os 960 novos casos por 100 mil habitantes: Barcelos (2.071 novos casos por 100 mil habitantes), Celorico de Basto (2.048), Póvoa de Lanhoso (1.851), Vieira do Minho (3.344) e Vila Verde (2.005).

Cinco dos 12 concelhos de Bragança também duplicaram os 960 novos casos: Alfandega da Fé (3.538 novos casos por 100 mil habitantes), Miranda do Douro (2.035), Mogadouro (2.609), Vila Flor (2.415) e Vinhais (2.168).

Os concelhos de Boticas, Murça e Ribeira de Pena, no distrito de Vila Real, também acompanham esta tendência, com 3.201, 2.178 e 2.160 novos casos, respetivamente.

No distrito de Aveiro [onde a ARS-N abrange sete municípios] o concelho de Vale de Cambra registou 1.964 novos casos por 100 mil habitantes.

No distrito do Porto, Póvoa do Varzim e Vila do Conde registam 1.857 e 1.849 novos casos, respetivamente.

Apenas 12 concelhos da região têm incidências inferiores a 960 novos casos por 100 mil habitantes: Castelo de Paiva (distrito de Aveiro), Carrazeda de Ansiães, Torre de Moncorvo e Vimioso (distrito de Bragança), Lousada, Marco de Canaveses, Paços de Ferreira e Paredes (distrito do Porto) e Alijó, Mesão Frio, Mondim de Basto e Sabrosa (distrito de Vila Real).

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.159.155 mortos resultantes de mais de 100 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 11.305 pessoas dos 668.951 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

 

Ver comentários