Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
5

Covid-19 mata nutricionista da Universidade de Aveiro

Funcionário era natural de Lamego e trabalhava, desde 1982, nos serviços sociais da universidade aveirense.
Paulo Jorge Duarte 23 de Janeiro de 2021 às 09:52
A carregar o vídeo ...
Funcionário era natural de Lamego e trabalhava, desde 1982, nos serviços sociais da universidade aveirense.
Nelson Sabença, de 63 anos, é a primeira vítima mortal da Covid-19 na comunidade académica da Universidade de Aveiro. O nutricionista era natural de Lamego e trabalhava, desde 1982, nos serviços sociais da universidade aveirense. Nelson Sabença morreu na passada terça-feira, após dois meses de internamento.

Devido ao agravamento da pandemia, os exames que deveriam ter sido realizados esta sexta-feira na instituição foram adiados para fevereiro. A Universidade de Aveiro regista cerca de 500 casos positivos, desde o início da pandemia. O primeiro surto surgiu com 15 alunos espanhóis que frequentavam o programa Erasmus. Atualmente não há surtos, mas a universidade registou, nos últimos dias, cerca de meia centena de casos de Covid-19 isolados.

Mais informação sobre a pandemia no site dedicado ao coronavírus - Mapa da situação em Portugal e no Mundo. - Saiba como colocar e retirar máscara e luvas - Aprenda a fazer a sua máscara em casa - Cuidados a ter quando recebe uma encomenda em casa. - Dúvidas sobre coronavírus respondidas por um médico Em caso de ter sintomas, ligue 808 24 24 24
Universidade de Aveiro Covid-19 Nelson Sabença Lamego questões sociais sociedade (geral)
Ver comentários