Sub-categorias

Notícia

Cria de girafa que morreu preocupa Jardim Zoológico

PAN questiona ministro da Agricultura sobre circunstâncias.
Por João Saramago|31.05.18
A morte de Bela, uma girafa-de-Angola, no Jardim Zoológico de Lisboa, na sequência de uma queda no fosso que separa os animais dos visitantes, está a preocupar o Zoo: a girafa deixou Welwitschia, uma cria com sete meses.
Cria de girafa que morreu preocupa Jardim Zoológico

"A cria, que já se alimenta sozinha, continuará integrada no restante grupo", explicou Carlos Agrela Pinheiro, administrador do zoo, frisando a preocupação da administração do Jardim Zoológico com o futuro do animal. Isto porque, segundo o Zoo, "uma cria de girafa é amamentada pelo menos até aos 8 meses de idade mas a sua dependência da progenitora é até aos dois anos ou mesmo até atingir a maturação sexual, entre os 4 e os 6 anos de idade".

A cria nasceu em novembro, com quase 1,90 metros de altura, e teve por madrinha a companhia aérea angolana TAAG – Linhas Aéreas de Angola. A empresa vai acompanhar o crescimento da pequena cria, contribuindo para a sua alimentação e cuidados diários.

"Como marca madrinha, a TAAG escolheu o nome para a cria: Welwitschia, uma planta endémica do deserto de Namibe, existente entre a Namíbia e Angola, considerada um fóssil vivo, divulgou o Zoo.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!