Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
7

Crianças ficam sem educadora

É uma brutalidade o que estão a fazer a estas crianças. Os nossos filhos passam o dia entregues a uma auxiliar, sem qualquer actividade."
7 de Março de 2012 às 01:00
Grupo de pais das 22 crianças que frequentam infantário de Deão exigem colocação de educadora
Grupo de pais das 22 crianças que frequentam infantário de Deão exigem colocação de educadora FOTO: Fátima Vilaça

A indignação está a crescer entre os pais das 22 crianças que frequentam o jardim de infância de Deão, Viana do Castelo, porque desde que a educadora foi "obrigada" a sair, por decisão do Ministério da Educação, os meninos estão ao cuidado de uma única auxiliar.

"A educadora foi obrigada a sair há uma semana e, supostamente, teria vindo outra substituí-la. Só agora nos apercebemos que a educadora destacada não veio e que, em seu lugar, está uma educadora que vem cá duas horas" disse, revoltado, Henrique Freitas.

Os pais exigem que o programa traçado no início do ano seja cumprido, mas, para tal, dizem que "é preciso que esteja uma educadora com os nossos filhos".

A educadora de infância, que estava em Deão ao abrigo de uma permuta, viu o pedido para este ano ser recusado pelo Ministério da Educação e foi, por isso, forçada a apresentar-se na escola de origem. No entanto, a colega que deveria substituí-la ocupa um cargo directivo, pelo que não voltou a Deão.

"É inadmissível isto acontecer a três meses do fim do ano lectivo", reclamam os pais.

Pais Escola Educadores Protesto Auxiliar
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)