Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
8

Cuidados alargados

O Algarve está numa "posição privilegiada" no que toca a Cuidados Continuados integrados domiciliários, no País. A afirmação é da ministra da Saúde, que ontem entregou, em Portimão, 13 viaturas ao sector, permitindo a constituição de mais sete equipas móveis que vão dar assistência a Aljezur, Lagos, Portimão, Silves, Loulé, Faro e Vila Real de Santo António.
31 de Dezembro de 2009 às 00:30
Ana Jorge entregou as viaturas e experimentou uma delas
Ana Jorge entregou as viaturas e experimentou uma delas FOTO: Miguel Veterano Júnior

O Algarve passará, assim, a partir de Janeiro, a contar com um total de 28 equipas, que, segundo Ana Jorge, garantirão a "cobertura total" da região, elevando para cerca de 1700 o número de doentes a receber apoio. "É importante que os cidadãos dependentes sejam assistidos onde sempre viveram e se sentem bem", frisou.

A governante assistiu ainda ao lançamento da futura Unidade de Cuidados Continuados Integrados – Al-Vita – na Quinta da Ouriva, na Ladeira do Vau, Portimão. Trata-se de um investimento privado, no valor de sete milhões de euros, a ser concluído até ao final do próximo ano.

A unidade terá 70 camas de internamento (35 de média duração e as restantes de longa) e criará cerca de 70 postos de trabalho. Para Rui Lourenço, presidente da Administração Regional de Saúde, "é mais um passo na rede de cuidados, que tinha 15 camas em 2005 e agora tem mais de 300".

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)